Ficção

  • Galveston

    Por Eduardo Mendes

    Em Galveston você encontra mais ou menos o mesmo tom de True Detective: uma história melancólica, personagens sem esperanças e diálogos filosóficos que te fazem pensar sobre o bem e o mal de uma forma bastante crua

  • O Rei de Amarelo

    Por Eduardo Mendes

    A ideia de que uma história é capaz de enlouquecer quem a lê me pareceu formidável, e é mais ou menos o que acontece mesmo com os personagens deste livro.

  • O Estrangeiro

    Por Eduardo Mendes

    “Tem algo muito esquisito acontecendo nesta história”. Essa sensação de estranhamento me acompanhou durante toda a leitura de O Estrangeiro, clássico de Albert Camus.

  • Na Colônia Penal

    Por Eduardo Mendes

    Na Colônia Penal é uma obra que nos ajuda a entender um pouco melhor a situação do nosso próprio país nos dias atuais com a glorificação da violência.

  • Deuses Americanos

    Por Eduardo Mendes

    Deuses Americanos é um livro estranho, admito. Mas que não tem medo de ousar e contar uma história nada tradicional, que incorpora também mitologias de países europeus, africanos, e asiáticos.

  • Fahrenheit 451

    Por Eduardo Mendes

    Publicado nos anos 50, Fahrenheit 451 retrata um futuro distópico onde as pessoas escolhem abrir mão do conhecimento das gerações anteriores

  • Noites Brancas

    Por Eduardo Mendes

    Durante o verão em São Petersburgo (Rússia) acontece um fenômeno conhecido como Noites Brancas, nessa época do ano os dias são muito mais longos do que as noites.

  • 1
  • 2